segunda-feira, 14 de setembro de 2015

globalização















tempo de deslocação

fios de gentes escorrendo

horizontal

                 mente

sobre a terra

redonda e

       para além dos mares

caíram

      muros 
 
             fronteiras

                         bandeiras

cabeças

mãos olhos e dentes

avançam

          acenam

                     te miram

sorriem e sofrem

umedecidamente


tempo de reacomodação

fios de gentes escorrendo

ao teu coração



             - Graça Carpes

10 comentários:

  1. Respostas
    1. Sempre honrada em receber suas palavras aqui no Pulsar Poético.
      Forte abraço.

      Excluir
  2. Parabéns Graça!
    Adorei o Blog Pulsar Poético, virei mais vezes.
    Beijos
    Gemária Sampaio

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Graça!
    Adorei o Blog Pulsar Poético, virei mais vezes.
    Beijos
    Gemária Sampaio

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Graça!
    Nós nos conhecemos e de imediato percebo que seu poema é irmão do meu poema, que você leu hoje. Coincidências? Não, mulheres e poetas que dividem a mesma época. Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Myrian!
      "Semelhanças poéticas".
      Bj*

      Excluir
  5. Agradeço seu comentário e presença, Ben Oliveira.

    ResponderExcluir